Como escolher um bom charuto

Estudiosos afirmam que o charuto originou-se na chegada de Cristóvão Colombo à ilha de Cuba, onde os índios do local já fumavam folhas de tabaco.

Através do comprimento, diâmetro, formato, marca, capa clara ou escura e o país de origem, poderemos determinar a preferência de um apreciador de charutos.

Esse conjunto de medidas é conhecido em Cuba como vitola. O comprimento é medido em centímetros ou polegadas; o diâmetro é medido em centímetros ou 64 avos de polegada. É medido com um calibrador de anel, que é colocado em volta do charuto. Hoje, existem no mercado, mais de 80 tamanhos de charutos cubanos, incluindo os feito à mão e os produzidos por máquinas. Quanto ao formato, os charutos podem ser retos ou figurados.

Dentro desses limites pode-se encontrar qualquer tipo de combinação de comprimento e calibre. Os principais tipos de charutos são: Corona, Petit Corona, Churchill, Robusto, Corona Gorda, Double Corona, Panetela, Lonsdale, Pyramid, Belicoso, Torpedo, Perfecto, Culebra e Diadema.

A escolha do charuto é pessoal, o de calibre maior é mais encorpado, com fluxo melhor e tende a ser mais saboroso. Para os iniciantes, o aconselhável é o consumo de charutos com calibres menores por serem mais leves e suaves. Um iniciante deve solicitar informações sobre as marcas, os lugares mais indicados para isso são as tabacarias. E lembre-se, um charuto pode ser bom para você e não ser o melhor para outra pessoa.

Os charutos deverão ser cortados com uma tesoura apropriada, a bala (furador) que faz um buraco circular na cabeça do charuto. A maioria dos degustadores utiliza a guilhotina. Ao acender, ao melhor forma é através de fósforos longos. Alguns consumidores utilizam as folhas de cedro da própria caixa de charutos, assim não alteram a essência do produto.

Charutos não devem ser degustados durante as refeições e sim após a sobremesa, a final da refeição completa.

Bons drinks para acompanhar a degustação são: Armagnac, Cognac, Grappa, cachaça, Rum, Tequila, Vinho do Porto ou um bom Whisky escocês.

As principais marcas cubanas são: Cohiba, Punch, Montecristo e Partagas. Os destaques dominicanos vão para: Montecristo Dominicano, Dunhill, Cohiba Dominicano, Davidoff, Don Diego, The Griffin's, Partagas Dominicano e Arturo Fuente.

Os melhores charutos nacionais são da Bahia, destaque para o Alonso Menendez, Josefina, Quitéria, Ouro de Cuba Lê Cigar e Dona Flor.

Devem ser armazenados em lugares úmidos e escuros. Essa umidade deverá ser relativa entre 70% e 75%, com temperatura entre 16° e 18°C. Umidificadores (caixas de cedro) ajudarão a mantê-los frescos.


0 comentários: